As mulheres mais sinistras do cinema.

Eae galera, essa postagem teve que ser refeita, porque ela deu um bug no blog inteiro e eu demorei cerca de 2 horas para fazer ela (T_T).


Essa postagem tem uma boa dose de humor, se lhe ofender, ignore!


Sem muito blá blá blá, conheçam as 20 mulheres mais sinistras do cinema, se tiverem alguma sugestão é só colocar nos comentários!


20 - A Mulher Vespa



Susan Cabot é uma quarentona dona de uma empresa de cosméticos. Ela então conhece um cientista louco que lhe apresenta um novo cosmético rejuvenescedor a base de enzimas de vespas. A empresária decide usar o produto em si mesma (quem não confiaria em um cientista louco?) e fica com aparência de vinte aninhos novamente. Mas a felicidade não dura muito e a mulher começa a se transformar num híbrido de ser humano e vespa, para riso... digo... horror do público.


Roger Corman, famoso diretor e produtor de filmes B, é o responsável por essa pérola dos anos cinqüenta, que pegou carona no então recente sucesso do classiquinho A Mosca da Cabeça Branca.

19 - Aileen Wuornos



Uma das poucas da lista que não pertencem a um filme propriamente de terror. Em Monster, Charlize Theron teve que se embarangar para viver a prostituta lésbica (como assim?) que na vida real matou vários homens e foi condenada a morte. Aileen tem a duvidosa honra de ter sido a única serial killer mulher dos EUA e uma das poucas no mundo. A assassina pediu para ser executada e disse "Matei sim, e mataria novamente, se pudesse", Brrrrrr!!
Mal Aileen passou pro andar de baixo e Hollywood já teve a idéia de fazer um filme da sua vida. E como as premiações adoram atrizes belas que ficam feias, Charlize foi devidamente oscarizada.



18 - Amanda Young




Amanda, a única mulher assassina de toda a série jogos mortais. A garota foi uma das primeiras vítimas de Jigsaw e uma das poucas que sobreviveram a suas armadilhas. A partir daí passou a ajudar o vilão em suas traquinagens, capturando novas vítimas, criando armadilhas, guiando-as às vezes, etc. no terceiro filme Amanda passou por um período de bipolaridade e não durou mais a partir de então, mas Shawnee Smith será marcada para sempre por ter interpretado a personagem.



17 - Asa Vajda




Em A Máscara do Demônio (aka A Máscara de Satã/Black Sunday, entre outros títulos), um dos filmes mais icônicos do mestre do horror italiano Mario Bava, Asa é uma princesa condenada à morte por atos de bruxaria na Idade Média. Séculos depois ela ressuscita através do sangue de um bobalhão que vai até seu caixão dar uma olhadinha na defunta. A curiosidade matou o gato, viadinho! A bruxa então volta à vida junto com seu irmão para se vingar dos descendentes das pessoas que a assassinaram. A atriz Barbara Steele dá vida à personagem e, com a ajuda de sua exótica beleza, a transforma em uma marcante vilã do cinema.



16 - Baby Jane




A decadente estrela de cinema Baby Jane está ficando louca de ódio da irmã, a também renomada atriz Blanche, que agora se encontra paraplégica devido a um mal explicado acidente. A rixa com a irmã é tanta, que Baby começa a transformar a vida da indefesa cadeirante num irferno astral. Aproveitando de sua deficiência, a louca trancafia Blanche dentro de casa, a faz passar fome, coloca ratos mortos em sua comida e etc. A tendência é só piorar e o clima vai ficando cada vez mais tenso.
A bela Bety Davis está pavorosa no filme O Que Terá Acontecido A Baby Jane?, no melhor sentido! Reza a lenda que a rixa entre as duas atrizes também existia na vida real durante as filmagens, com Davis chegando a instalar uma máquina de Coca-Cola no set, sendo que na época Joan Crawford (Branche) era casada com um dos diretores da Pepsi. Tsc, tsc. Isso não se faz!


15 – Carmilla



Vou te adiantar que, quando o vi, achei o filme Luxúria de Vampiros (1971) fraquinho, e qualquer outra crítica que você leia por aí falando dele não vai te dizer diferente. Mas o fato é que a vampira Carmilla (que tem fortes tendências lésbicas) é aqui interpretada pela belíssima atriz dinamarquesa Yutte Stensgaard. Você entendeu o que eu disse? Carmilla é VAMPÍRA, LÉSBICA E DINAMARQUESA!!! Se você é homem e o fato de eu ter dito que o filme é fraco ainda te impede de assisti-lo, você é gay, cara. De boa. Mas se não, senta aí que ainda vai ter mais vampira lésbica na lista.



14 – Tiffany



A namoradinha do nosso velho amigo Chuck em A noiva de Chuck e O Filho de Chuck. A noiva do brinquedo assassino é tão perversa quanto ele, mas gosta de 'trabalhar' com classe. Enquanto Chuck vai logo passando a faca em suas vítimas, Tiffany prefere agir com estilo, proporcionando mortes requintadas e criativas a suas vítimas. Aquele lance dela jogar uma garrafa no espelho do teto onde embaixo um casalzinho se pegava na cama fazendo o vidro espatifado peneirar os pombinhos foi genial! Esse é o verdadeiro charme feminino.
Quando ganhou um filho, Tiff tentou sair dessa vida de assassinatos, mas sua natureza era mais forte do que ela.
Jennifer Tilly interpretou a personagem com perfeição, e sua vozinha irritante de criança caiu como uma luva na boneca.


13 - A Noiva de Frankenstein



Mais uma ‘mulher de bandido’. A 'Noiva' não é bem uma vilã. Ela só é uma experiência mal sucedida e mal aproveitada. Apesar de ter aparecido apenas por alguns minutos no excelente A Noiva de Frankenstein (uma das poucas continuações que superam o original), e personagem virou símbolo do terror cinematográfico e sua imagem está no inconsciente coletivo de muita gente, isso desde os anos trinta.
A Noiva de Frankenstein foi uma exigência que a Criatura de Frankensntein fez ao Doutor Frankenstein (a família é grande) para acompanhá-lo em sua vida solitária e para ele finalmente sair do cinco a um. Mas o tiro saiu pela culatra (eu nunca descobri onde fica isso), pois até mesmo a mulher feita de pedaços de cadáveres abomina a feiúra do Boris Karloff, o rejeitando veementemente. Então você, mesmo sendo uma baranga com o cabelo da Marge Simpson, só julga os outros pelas aparências?? Vai se foder! Mudei de idéia, você é uma vilã sim! A pior de todas!


12 - Pamela Voorhees



A grande assassina do Sexta-Feira 13 original, a senhora Voorhees botou no mundo uma das maiores pestes da história: Jason Voorhees, o assassino mascarado e mudo de jovens libidinosos mais famoso do cinema. Só isso já poderia garantir sua presença na lista, mas Pam vai além, provando que o dom assassino de Jason é altamente genético. Após perder o filho tragicamente em um acampamento por descuido de um casal de monitores (que estava ‘na igreja rezando’), a mamãe coruja decidiu se vingar não apenas dando cabo na vida dos dois, mas passando o facão em todos os jovens taradinhos que naquele acampamento aparecessem. Transou, morreu!


11 - Sadako



A menina da fita! Quando viva, Sadako, japoka filha de uma precog e de um cara de caráter meio duvidoso, tinha a singela habilidade de matar as pessoas com o poder da mente, algo que ela fazia de vez em quando, quando ficava furiosa. Cansado dessas peripécias, seu provável pai lhe dá uma paulada na cabeça quando a garota estava distraidamente indefesa olhando para um poço. E neste mesmo poço ela cai e morre após várias tentativas de escapar dalí. A partir daí, Sadako planeja sua vingança sobrenatural, gravando uma fita com um filminho muito do seu esquisito e fazendo com que quem o veja seja morto por ela após sete dias.
Como Sadako gravou a fita?? E o que diabos ela estava olhando no poço quando foi atacada??? Ninguém se importa. O fato é que o filme Ringu - o Chamado fez tanto sucesso dentro e fora do Japão que nossos amigos americanos cuidaram de fazer um remake rapidinho. Tudo em nome da arte, claro.


10 - Condessa Nadine Carody


A vampira lésbica e sedutora interpretada por Soledad Miranda no italiano Vampyros Lesbos, o mais famoso do prolífico diretor Jess Franco (que tem mais de 160 filmes no currículo) e também um dos mais notáveis dentre todos os filmes do subgênero de vampiras lésbicas. Nadine é herdeira das posses do Conde Drácula e mora em uma mansão isolada em uma ilha, para onde enfeitiça e atrai mulheres para então se alimentar do sangue delas. Não sem antes dar uns pegas, obviamente. Calma aí, cara! Não sai correndo atrás do filme ainda! Lê o resto da lista pelo menos!


9 - Karen Cooper


A Garotinha Zumbi do clássico A Noite Dos Mortos Vivos (1968) virou marca registrada do filme, que foi o grande inovador em relação aos mortos-vivos no que diz respeito à sua significância e fama no cinema. Foi George A. Romero, diretor, quem ditou as regras dos zumbis, o que ficaria marcado para sempre nos filmes seguintes do gênero.
Pois bem. Karen é só uma garotinha que já começa o filme tendo sido abocanhada por um cadáver andante. Ou seja, desde o começo ela já está condenada. Não demora muito até ela também virar uma zumbi mirim e esquartejar e comer seus próprios pais como se fossem nuggets de frango.

8 – Julie


Sim! Mais uma garota zumbi na lista! E essa é de maior, podem comemorar!! ÊÊÊÊ..... *Ca-ham* Bem, há quem diga que A Volta Dos Mortos Vivos 3 é um filme meia boca, e eu até entendo. Mas o que isso importa quando temos Mindy Clarke o estrelando?? Julie namora um bananão filho de um coronel que está metido num projeto militar secreto envolvendo ressurreição de cadáveres. O casalzinho tem a brilhante idéia de ir à base secreta (secreta 'pra caralho') onde os testes com os mortos são realizados. A garota acaba morrendo em um acidente na saída e seu namorado a ressuscita com o gás que seu pai usa em suas experiências. Daí já viu, né? Ela vai aos poucos se transformando em zumbi e, para conter a dor que sente, enfia correntes na pele, vidro nas unhas, argolas na cara e na boca, dentre outras coisas até ficar com essa aparência deliciosa aí de cima.
Que foi?? Seu doente!!!


7 - Trash



Porém, temos uma terceira zumbi na lista que supera as outras duas. É Trash - e, sim, Esse é o nome dela! - que conseguiu a proeza de ser uma mera coadjuvante que se tornou mais memorável do que qualquer outro personagem do filme A Volta Dos Mortos Vivos. Como? Simples, ela fica praticamente o filme inteiro NUA!! Isso mesmo! Mostrando toda a sua voluptuosidade mesmo após ter virado uma morta-viva. Além disso ela é punk. UMA ZUMBI PUNK E NUA! O que mais você quer da vida?
Trash tira a roupa voluntariamente quando vai tirar uma onda com seus amigos baderneiros em um cemitério, e começa a fazer dancinhas sensuais até ser atacada pelos zumbis. Daí a coisa só melhora (ou piora, depende de você. Mas não seja puritano).
Linnea Quigley, uma das atrizes mais ligadas ao cinema de terror B, já fez incontáveis filmes no gênero, sendo este um dos mais lembrados em sua carreira.


6 - Condessa Elizabeth Nodosheen



Interpretada pela estonteante Ingrid Pitt (um ícone feminino do horror) no filme A Condessa Drácula, de 1971, a Condessa Nodosheen se banha com o sangue de jovens mulheres para rejuvenescer sua pele. Tudo para permanecer eternamente bela e conquistar o coração do jovem Imre Toth. Não é preciso dizer que muitas jovens ao redor do castelo começam a desaparecer ao longo do filme, todas obviamente sendo brutalmente assassinadas pela Condessa.
A personagem é inspirada na Condessa Elizabeth Bathory, uma das mulheres mais sanguinárias e perversas da vida real, que realmente matava e se banhava com o sangue de jovens mulheres.
A bela Ingrid Pitt, que infelizmente faleceu em novembro de 2010, será eternamente lembrada por esta e por várias outras personagens no cinema de horror ou fora dele. Descanse em paz, Ingrid. Eu fico por aqui te prestando homenagens. No bom sentido, quero dizer.


5 – Eli


E finalmente fechando o ciclo de vampiras nesta lista, temos uma vampira mirim. Essa dentucinha bota toda aquela vampirada xoxa da Saga Crepúsculo no chinelo. Eli nasceu sabe Deus lá quando, e vive com um velho esquisitão que sai a noite para conseguir sangue humano para alimentá-la. Como ele está ficando velho, às vezes ela mesma sai à caça. Ambos vivem migrando de lugar para lugar, para não serem descobertos.
Eli não é exatamente uma menina má, mas age por seu instinto de vampiro e não tem pena na hora de tacar a dentada em suas vítimas na hora de fazer um lanchinho. Claro que as coisas mudam um pouco de figura quando ela conhece o menino Oskar, a quem se apega mais do que deveria.
Eli é a protagonista do excelente horror sueco Deixe Ela Entrar, de 2008 (Se ainda não viu, você PRECISA assistir esse filme!), que Holywood fez o favor de refilmar, fazendo os fãs do original (e seu diretor) ficarem putinhos. Inclusive eu torci o nariz. Mas não é que o Remake intitulado Deixe-me Entrar é bom pra cacete? Não chega ao nível do original, mas chega a quase equivaler-ce. Quem faz a vampirinha dessa vez (agora rebatizada como Abby) é a atriz Chloë Moretz, a Hit Girl do Kick Ass, que tenho certeza que vai ficar uma tetéia quando crescer. Eu disse QUANDO CRESCER!! Não me venha encher o saco seu moralista de merda!!!


4 - Regan



Não tem muito o que dizer sobre a Regan que todo mundo já não saiba. Quer dizer, se você é gente, com certeza já viu O Exorcista. Mas para os seguidores da Ângela Bismarch no Twitter, aí vai: Regan é uma doce garotinha que começa a vomitar verde, urinar litros no meio da sala e enfiar o crucifixo naquele lugar. A mãe acha que isso não é só puberdade e contrata uns caras para darem uns choques elétricos da cabeça da menina. Claro! isso deve resolver tudo! Bom, finalmente todo mundo se toca de que Regan está mesmo é com o diabo no couro. Daí é giro de cabeça em 360 graus, decidas mirabolantes pela escada e vômitos e mais vômitos (verdes, senão não tem graça).
O filme teve a honra de ser um dos dois únicos filmes de terror a concorrerem ao Oscar de melhor filme (o outro foi O Sexto Sentido), e teve algumas continuações, embora nenhuma tenha chegado perto do sucesso alcançado por este. Talvez porque Regan não tenha voltado. Ainda bem! Brrrr!


3 - Baby Firefly



Sádica filha da puta!! É a melhor definição que podemos encontrar para a segunda Baby da lista, integrante mais aparentável da família de assassinos que vive em algum lugar do Texas (e que não é a mesma do Leatherface). Ok, a definição 'gata-delícia-vem-cá-com-o-papai-aiaiai-uiui' também cabe a ela como uma luva, mas é isso que a deixa ainda mais perigosa. Baby usa seu poder sedutor para atrair suas vitimas, e então, meu filho, reze para morrer logo logo, pois menor será seu sofrimento.
Baby é do tipo de garota que ri da sua cara enquanto te tortura, que dorme com os cadáveres putrefados que assassinou e te veste com uma fantasia ridícula de coelho antes de te esfaquear trezentas vezes (dando gargalhadas). por isso não é muito meu tipo, mas quem sabe pode rolar. Quer dizer... Se o papo tiver bom...
Seri Moon Zombie interpretou a personagem no bacaninha mas questionável A Casa Dos Mil Corpos e no fenomenal mas ainda questionável Rejeitados Pelo Diabo. Filme este que foi o único realmente decente da careira de Robie Zombie até hoje. Robie Zombie, como eu te odeio!


2 - Carrie



Vai praticar bulling, vai, lazarento! Só toma cuidado para não dar o azar de uma de suas vítimas ser uma garota com altos poderes paranormais reprimidos. Esse foi o caso de Carrie, que sofria chacota diariamente de seus colegas de escola, até o dia em que pegaram pesado demais no baile de formatura e a moça perdeu a patience. Carrie então usou seus poderes psíquicos para realizar sua vingança triunfal e sangrenta contra todos aqueles que a machucaram de alguma forma. Só décadas depois alguém revidou um bulling com tanta categoria, não é Casey Heynes?
Sissy Spacek deu vida a Carrie, e ninguém no planeta poderia tê-lo feito de maneira mais perfeita.


1 - Ilsa



Esta bela loira siliconada fez muita gente agonizar nos anos setenta. Na série de filmes que contam com a personagem, Ilsa castrou homens após transar com eles, torturou e fez experimentos medonhos com prisioneiras de guerra, seqüestrou e escravizou jovens inocentes de outros países, queimou, eletrocutou, lobotomizou, sodomizou, afogou, esfaqueou, atirou... arf, arf. Tá bom ou quer mais?
A primeira aparição de Ilsa foi no filme Ilsa - A Loba da SS, de 1975. Filme que virou um dos mais simbólicos do gênero nazi-exploitation, que estava na moda na época. Daí seguiu-se mais três filmes contando com a personagem (sendo um deles não-oficial). É interessante notar que em cada um dos filmes Ilsa está em um lugar diferente do mundo e em uma situação diferente, com seu passado simplesmente ignorado. No primeiro ela é uma nazista em um campo de concentração, no segundo filme é a guarda do arem de um sheik muito danadinho, no outro é uma carceireira russa, e por aí vai. É engraçado também que Ilsa é como uma versão cinematográfica do Kenny do South Park. Sabe, aquele personagem que sempre morre no final do desenho? Pois é. Ilsa SEMPRE se ferra no final de todos os filmes que participa, sendo aprisionada em um calabouço cheio de merda, abandonada sozinha no meio do nada ou até mesmo morrendo. E no filme seguinte volta sem explicação nenhuma!!
A atriz Dyanne Thorne, interprete de Ilsa em todos os filmes, virou ícone desse estilo e seu nome é até hoje ligado ao da personagem.

Fonte: Análise de Cena


Ps: Censurei os peitinhos, mas não os palavrões shaushashaushaushau
Share on Google Plus

About Victor Ramide

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

11 Comentários:

  1. Nem colocaram a mulher do grito =/

    ResponderExcluir
  2. SADAKO LOL,mulher do grito??? em o grito era um menininho,não uma mulher .
    vc quiz dizer o chamado e sim a samara e a sadako.JOVENS!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. No grito tem uma mulher sim cara...a mãe do menininho. Ela, aliás, é uma das principais causadoras da maldição. Porém, não aparece muito nos filmes, o foco eh mesmo mais para o garoto azul lol

    ResponderExcluir
  4. olá
    infelizmente achei um erro nessa lista.
    Eli do filme DEIXE ELA ENTRAR não é uma menina, é um menino, Elias
    no filme isso fica subentendido quando ele diz não ser uma menina e quando Oscar ve "ela" pelada pode-se ver a cicatriz da castração que ele sofreu anos atras.
    No livro isso fica bem esclarecido, no filme nem tanto.
    enfim ELI É ELIAS ;]

    ResponderExcluir
  5. fala serio elas todas podem ser assustadoras
    mais nenhuma chega aos pes
    da mulher que fez o ultimo zumbi do filme rec
    ali sim eu vi terror em pele feminina
    procurem e vejam

    ResponderExcluir
  6. faltou a Esther, de A Orfã

    ResponderExcluir
  7. É lógico que no "O Grito" tem uma mulher, é Kayako Saeki mãe do Toshio

    ResponderExcluir
  8. oloko manu pq n censuro os palavroes e deixo as peitcholas? *0* ,aldade isso manu

    ResponderExcluir
  9. Aaaah faltou a enfermeira do filme louca obsessao q quebra os pés do escritor fodinha com a marreta...

    ResponderExcluir