Conto - Memórias de um assassino

Smith era um cara frio e compulsivo responsável por muitos assassinatos da região, não tinha pena de ninguém fosse criança ou adulto ele matava pelo simples prazer de olhar nos olhos da vitima e ver a vida saindo de seus indefesos corpos.
Nunca foi culpado pelos diversos crimes que cometeu, mas, foi marcado pelos mais cruéis que haviam sido feitos numa antiga casa da região a casa Brudmac, foi habitada anteriormente por uma família de europeus muito ricos que fugiram da cidade por causa de uma doença que havia se implantado naquela pequena região.
Smith nasceu numa família pobre, muitas coisas sobre ele eu fiquei sabendo depois do meu primeiro encontro com ele, era um homem com boa aparência, matou pela primeira vez aos 10 anos, matou seu próprio pai porque ele agredia constantemente sua mãe, Elisabeth, ela era uma mulher bonita e que teve o azar de um casamento arranjado com apenas 16 anos.
Smith pegou o gosto pela morte aos 12 anos e começou a cometer diversos crimes seguidos de morte pela pequena região, ninguém sabia quem era o rapaz que fazia todos aqueles crimes por toda a cidade.

Os seus crimes mais marcantes foram:
Dia 1º de julho de 1953: Anita Merimont
Anita era uma jovem pálida de apenas 15 anos, estava andando nas proximidades da casa Brudmac quando Smith a avistou, ele estava escondido atrás de uma grande arvore, a menina desajeitada continuou andando lentamente ate que sentiu alguém a agarrar por trás, tentou gritar, mas, o homem agarrou sua boca com as mãos. Ele a levou para a casa e a espancou violentou e depois a matou batendo com a cabeça da menina varias vezes na escada da antiga casa.

Não se sabe muito sobre o crime, o corpo foi encontrado dias depois por alguns estrangeiros.
Dia 4 de agosto de 1953: Julia Mat.
Julia era uma menina de 18 anos que fugia as escondidas para se encontrar com o namorado Mateus, em uma das escapadas Smith chegou a casa antes do namorado de Julia selando assim a vida da menina cortando seu corpo em diversas partes.

Não se sabe muito também sobre o crime, o namorado da menina encontrou o corpo morto e irreconhecível da vitima, só foi possível saber que era Julia por motivo de um bracelete que ela usava e que estava próximo a o que um dia foi um corpo.
Dia 9 de dezembro de 1953: Ana Souza
Ana era uma mulher de família que perdeu o marido na guerra, andava pelos arredores da casa voltando da cidade vizinha e teve a infelicidade de dar de cara com Smith que a assassinou arrancando sua cabeça.
Após este ultimo crime descobriam de quem se tratava e Smith fugiu da cidade para não ser preso.

Dizem que as almas das três mulheres indefesas continuam na casa chorando por libertação...
10 anos depois, Smith volta a casa Brudmac relembrando todos os crimes do seu passado macabro, andando pelos corredores da casa ele conseguia ouvir os gritos que as mulheres haviam dado pedindo para que parasse com o que estava fazendo, implorando por suas vidas.
Ele foi até a cozinha, uma grande faca estava sobre a mesa, Smith escorregou e a faca que estava por cima da mesa caiu cortando o pescoço de Smith que morreu minutos depois.
Alguns dizem que foi apenas uma fatalidade... Outros dizem que foram os espíritos daquelas mulheres tendo sua vingança.
Mas, eu sei a verdade! Eu sou a única que sei a verdade.... eu sou Anita Merimont e eu derrubei a faca por cima do pescoço de Smith...ele nunca mais matará nenhuma mulher.


Autor: Snow White
Share on Google Plus

About Mattia

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

4 Comentários:

  1. Olha, o conto esta bom, mas dando um opnião sincera ele esta com muita repetição de palavras. "Crime", por exemplo, aparece tantas vezes em um dos parágrafos que chega a dar um ar de "escrito por crianças" no texto.

    ResponderExcluir
  2. Sim, mas acho que o que vale é a intenção. Sem contar que o inviduo não é profissional, esse texto foi encontrado em uma das comunidades do assunto que frecuento, tanto que contém abaixo o nome do autor. Mas obrigado pela criticas, antes de postar contos iremos analisar as palavras repetitivas ;)

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de fazer uma parceria com vcs! peguei o seu link...
    Mais tarde de uma passadinha no meu blog: rockforc.blogspot.com/


    abraço!

    ResponderExcluir