Retrato falado: o maníaco do parque

Olá pessoas sinistras, tudo bom?
Vim trazer uma matéria que se encontra na revista mundo estranho, 
lançado em fevereiro de 2011 com o título maldições de Hollywood
(pretendo lançar essa matéria um dia desses nesse site).

Movido por sangue, o Maníaco do Parque gostava de ver o terror
no rosto das garotas antes de estuprar e matar






Nascido em Guaraci, interior de São Paulo, perto
de São José do Rio Preto. Quando criança, teria 
sofrido abusos sexuais de uma tia.
Já adulto, passou por experiencias homossexuais
forçadas com um de seus chefes.



Simpático e com boa lábia, Francisco era um patinador habilidoso, participante de grupos de campeonatos. Uma colega de esporte feriu seu pênis numa relação sexual. Isso causava dores no maniaco e ajudou a identificá-lo graças ao depoimento de vitima que conseguiu escapar.

Francisco vivia lutando contra seu instinto predador e rezava um terço para conter seus impulsos. Ele dizia ter um lado negro que nem seus pais conheciam e que ficava excitado, malvado e carente(tudo de uma vez) quando relembrava o que tinha feito em seus assassinatos.

O cenário dos crimes - todos em 1998 - era uma área de mata Atlântica da capital de paulista: O parque do estado. Francisco abordava as garotas convidando-as para fazer um ensaio fotográfico. Depois de humilhar, espancar e estuprar, estrangulava a Vítima com um cardaço.

O cerco fecha e ele foge para Itaqui, RS, onde é reconhecido por um pescador.
As mordidas nas vítimas - um indicador de que ele flertava com o canibalismo - serviram para moldar a arcada dentária de Francisco e compará-la com imagens de seu sorriso num vídeo de patinação.

Após 72 horas de interrogatório, confessa o assassinato de dez mulheres e pega 147 anos de prisão. Na cadeia, recebe cartas de admiradores e se casa com uma senhora de 60 anos. Mas nem tudo são flores: Francisco foi ameaçado de morte pelo colega do pátio Pedrinho, o matador.

Que fim levou?

Virou protestante e foi dado como morto por engano numa rebelião em Taubaté em 2009, cumpre pena em Itaí, SP, numa penitenciaria para criminosos sexuais.









Pois bem, semana que vem trago mais uma matéria sinistra pra vocês


SEE YA!





Share on Google Plus

About RICK CONSTANTIA

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

3 Comentários:

  1. Triste saber que existem vários casos parecidos, adultos ou adolescentes que foram abusados quando mais jovens e acabam fazendo loucuras mais tarde.

    ResponderExcluir
  2. aaan? Como assim se casou? :O
    Muito louco isso! A pessoa mata um monte de mulheres, vai preso & vem um monte de loucas & ainda aparece uma que casa... Sinistro isso!

    ResponderExcluir
  3. essa mulherada e mais sinistra que o cara , querem morrer mesmo....

    ResponderExcluir