Conto : A CASA DO MAL



Os Stvesons eram uma família perfeita...., tudo ia bem. O pai e chefe da família era o Sr.Richard, um homem severo, e disciplinado que às vezes se irritava a toa. A mãe a Sra.Melissa era um excelente dona de casa, que se dedicava muito à família e estava sempre disposta a ajudar seus filhos (1 homem, e 2 mulheres). O mais velho era o Michael (18 anos), a do meio era a Janie (16 anos), e por fim estava a caçula Marie (8 anos). O pai havia sido promovido a um cargo maior na empresa em que trabalhava, sendo assim passou a ganhar mais. Compraram com o dinheiro suado que economizaram por muito tempo uma casa bábara e enorme. Porém eles não haviam sido avisados por ninguém sobre as coisas estranhas que aconteciam por ali.

O dia da mudança foi agitado. Muita coisa para descarregar e guardar, e estavam todos adorando, mas Michael estava achando algo de estranho naquela casa sinistra e antiga. Ele sentiu uma sensação estranha que nunca havia sentido antes, e ficou mais assustado ainda quando olhou para o alto e viu na janela do sótão um rosto que ele nunca havia visto antes.... olhando fixamente para ele, seu espanto é quebrado quando ouvi seu pai o chamando, ele vira o rosto, e quando olha novamente aquela figura sumira dali. Ele corre para ver o que estava acontecendo, e encontra seu pai irritado por não conseguir abrir as janelas mas quando vê elas estão pregadas. O primeiro jantar da família foi perturbado todos não paravam de discutir na mesa, parecia que estavam sendo influenciados por alguma coisa. De repente a briga é interrompida por um terremoto que faz o espelho que estava no móvel perto da mesa cair. Com toda a força ele cai no chão e por incrível que pareça permanece intacto, a Sra Melissa se levanta para apanhar o espelho e diz: "Nossa!! Nem quebrou....", e o coloca no lugar mas logo após alguns segundos ele misteriosamente trinca-se. A vida daquela família perfeita estava se transformando num verdadeiro inferno, coisas sumiam de repente, e ruídos estranhos eram ouvidos constantemente, principalmente à noite. É claro que eles percebiam o que estava acontecendo, mas ninguém jamais poderia imaginar que tudo aquilo acontecia por influência de espíritos maléficos, almas que fizeram mal quando vivos ou não conseguem ser aceitos por espíritos bons. A mãe começou a desconfiar do que estava ocorrendo e chamou um padre. O pobre homem logo que entrou na casa já sentiu o ambiente pesado que estava ali, e sentiu-se mal. Ele havia deixado sua bíblia no carro, por tanto tinha que voltar para pegá-la, mas quando voltou para ver ela estava misteriosamente destroçada, rasgada, por uma força descomunal capaz de conseguir rasgar uma capa dura como aquela. Ele não pensou duas vezes... era preciso exorcizar aquela casa, mas precisa de autorização para fazê-lo, por tanto até o dia seguinte ele espalhou crucifixos pela casa. Já de manhã quando todos acordam encontram todos os crucifixos que estavam espalhados pela casa todos cobertos por lençóis. No dia seguinte o padre chega na casa para exorcizá-la. Ele começa o ritual e imediatamente a casa toda começa a tremer, ouvem-se ruídos estranhos como nunca havia-se ouvido, os livros começam a cair, o lustre despenca do teto, a geladeira começa abrir e fechar... um barulho ensurdecedor toma conta de todos, e um cheiro horrível paira no ar. Todos ficam muito assustados e apavorados. Esse inferno durou cerca se um minuto até que para e um silêncio frustrante toma conta do ambiente da casa. Tudo havia acabado... aquele inferno que a família passara tinha acabado, mas ninguém queria morar num lugar onde coisas como aquelas tinham acontecido, pois afinal eles ainda tinham medo que os espíritos voltassem. Portanto venderam a casa e decidiram se mudar, compraram uma casa menor mas pelo menos era segura e o mais incrível de tudo era que após um mês os novos moradores daquela casa que venderam não haviam se queixado de nada de estranho. Tudo parecia normal para os Stevensons, até que coisas estranhas como aquelas logo começaram a surgir na nova casa... foi aí que perceberam que aqueles espíritos não estavam assombrando e perturbando aquela casa... eles estavam assombrando aquela família.. a família Stevensons... eles teriam que conviver com isso por toda a eternidade, até o dia em que morressem...
Share on Google Plus

About Daniel de Araujo

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

4 Comentários:

  1. Podem continuar postando esses contos, dou sempre uma passada aqui pra lê-los. =D

    ResponderExcluir
  2. aff que conto chato --'

    ResponderExcluir