A VINGANÇA DE EMILY MACLAUREN

- Não, eu já me cansei – disse o delegado furioso, incrédulo, e porque não dizer aterrorizado, diante do depoimento surpreendente de Thomas Mclauren, irmão caçula de Emily Mclauren, jovem brutalmente assassinada, depois de ser estuprada e espancada por Richard Hewitt, Daniel Cooper e David Williams, esses que, até então, se diziam amigos da família Mclauren.

Richard Hewitt telefonou para a jovem Emily Mclauren, convidando-a à sua residência, a fim de ajudá-lo em um trabalho escolar.

A pobre moça foi até a casa de Richard sem saber que estava sendo atraída para uma terrível armadilha. Chegando lá, Richard, juntamente com seus amigos Daniel Cooper e David Williams, violentaram a pobre moça, espancaram-na e mataram-na covardemente, a facadas.

Depois dessa abominável atrocidade, Richard e os amigos enterraram o corpo em um vale próximo ao local do crime.

Passaram-se dias, semanas e meses, mas ninguém sabia do paradeiro de Emily Mclauren. A polícia foi acionada e começou a investigar o caso, procurando as pessoas que estiveram por último com Emily Mclauren.

Uma caravana policial foi à casa de Richard, mas ele, dissimuladamente, e com uma frieza implacável, respondeu todas as perguntas dos policiais, negando qualquer participação no desaparecimento da jovem, embora tenha sido a última pessoa com quem Emily Mclauren estivera antes de desaparecer.

- Não, senhores - disse Richard -, Emily ajudou-me no trabalho e saiu dizendo que iria para casa.

Certo dia, uma intensa multidão encontrava-se no vale. Crianças, que, por ali brincavam, perceberam uma parte fofa na terra e, mal começaram a cavar, não demorou muito a aparecer primeiro um anel de prata com uma mão já em adiantado estado de putrefação.

A polícia foi acionada e, juntamente com a equipe de legistas, recolheu o cadáver para averiguarem se este, realmente, era o corpo da jovem desaparecida. O laudo médico confirmou: sim, aquele era mesmo o corpo de Emily Mclauren, que antes de ser esfaqueada fora seriamente molestada.

O passo seguinte era, agora, encontrar os criminosos responsáveis por tamanha desgraça. Novamente uma caravana policial foi à casa de Richard Hewitt para um interrogatório, já que era ele o principal suspeito do assassinato.

Um tanto inseguro com a pressão dos policiais, Richard confessou ser o responsável pelo assassinato de Emily Mclauren, tendo como cúmplices seus amigos Daniel Cooper e David Williams.

Os três jovens foram presos e ficaram detidos até o dia do julgamento. Mas, devido a falta de provas e à eficácia do advogado de defesa, eles foram absolvidos de toda a culpa, fato que revoltou toda aquela cidade. Como era possível que monstros e facínoras daquela espécie ficassem em liberdade?

Os anos passaram e, ninguém lembrava mais desse crime, inclusive os próprios assassinos. Foi quando telefonemas e bilhetes com terríveis ameaças em nome de Emily Mclauren começaram a tirar o sono dos três jovens. As ameaças eram terríveis e sempre diziam:

- A sua hora está chegando, você não perde por esperar, eu não me esqueci de você e nem de seus amigos.

Os três rapazes, então, reuniram-se em um bar para tratar do assunto.

Apavorado, Richard dizia para os amigos:


PARA LER O RESTO DO CONTO CLIQUE AQUI

Share on Google Plus

About Victor Ramide

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

1 Comentários: