Poema: Necrofilia


Olá meus caros amigos Sinistros...Hoje eu resolvi postar um poema do escritor Paulo Seben, trata-se do poema "Necrofilia", espero que gostem.

Necrofilia


Nem morta.
Tu disse que nem morta eu te comia.
Tu tinha nojo.
Tinha nojo de mim porque eu sou coxo.
Eu sou leproso,
eu sou corcunda,
enquanto tua bunda era perfeita.

Tu disse que nem morta eu te comia?
Necrofilia! Necrofilia!

Aqui no cemitério não tem mistério.
Enquanto tua carne vai ficando podre,
a minha carne podre fica amando a tua.

Autor(Paulo Seben)
Share on Google Plus

About Nando Gerhardt

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comentários:

Postar um comentário