Estranhas superstições a respeito de manchas de nascença


Stuart Vyse, PhD e autor de Believing in Magic: The Psychology of Superstition (Acreditando em Mágica: A Psicologia da Superstição), diz que uma das principais forças por trás de um pensamento supersticioso é o desejo por mais controle. Nós queremos ser capazes de explicar causas e manipular resultados.

Parecem existir mitos e superstições sobre quase todos os aspectos da vida, e isso inclui atributos físicos. Verrugas, por exemplo, eram consideradas evidência de culpa durante o julgamento das Bruxas de Salém.

Para os chineses, o formato do seu nariz pode revelar se você será ou não rico. Há também uma série de mitos fascinantes sobre nosso tópico atual: as marcas de nascença.

Marcas de nascença não são um fenômeno raro. De fato, cerca de 80% de nós nascemos com essas marcas aleatórias em nossos corpos.

Há vários tipos diferentes de marcas de nascença, com variações de cores e formas que vão de marcas pequenas e rosas que não se destacam na pele até marcas vermelho-escuras e grandes.

Todas essas marcas avermelhadas são causadas por vasos sanguíneos que ficam próximos à superfície da pele e ficam visíveis.

A variação da concentração dos vasos sanguíneos sob a pele é o que causa a diferença na aparência entre esses dois tipos de marcas de nascença – as manchas rosas, também conhecidas como “beijos de anjos” ou “mordidas de cegonha”, e as manchas vermelhas, chamadas em alguns países de “morango”.

Apesar de que nós sabemos que a aglomeração de vasos sanguíneos cria uma marca de nascença, nós não sabemos por que isso acontece, para começar. E é aí que vêm todos os mitos, o misticismo e as superstições interessantes.

O primeiro mito é o da “impressão maternal”. Essa teoria sugere que se uma mulher vivencia uma emoção extremamente forte durante sua gravidez, seu bebê pode nascer com uma marca.

Não só isso, mas se a mulher toca uma região específica do seu corpo enquanto vivencia a emoção, é nessa região que a marca aparecerá no corpo do bebê.

Enquanto isso, na cultura iraniana, acredita-se que se uma mulher toca sua barriga enquanto assiste a um eclipse solar, seu bebe terá – adivinhe só – uma marca de nascença.

Outros mitos são centrados nas cores da comida. Por exemplo, se o bebê nasce com uma marca vermelha, supostamente é porque a mãe queria comer morangos enquanto estava grávida.

Mas, se ela quisesse comer geleia ou beterrabas, seu bebê ganharia uma mancha cor de vinho. Desejos por chocolate, entretanto, aparentemente causam marcas marrom-claras ou cor de café com leite.

Agora, sabendo da tendência de mulheres a ter desejos de gravidez, você está provavelmente se perguntando como nós conseguimos escapar com apenas uma ou duas marcas e não centenas!

Além de ser um resultado de desejos de gravidez e contemplação de eclipses (no mito popular), marcas de nascença são também consideradas presságios sobre a vida das pessoas.

Por exemplo, se você tem uma marca em seu braço direito, então você com certeza terá um futuro próspero; mas, se ela está no esquerdo, então você passará dificuldades.

Em outros lugares, uma marca no pé esquerdo significa que a pessoa será extremamente inteligente, mas se a marca estiver no direito, elas serão fãs de explorações, aventuras e viagens. Algumas marcas também estariam supostamente ligadas com nossas formas de morte numa vida passada.

Seja você é um dos que acreditam nesses mitos e crenças, eles podem certamente ser um tópico divertido para ser estudado – e possivelmente explorado.

Share on Google Plus

About Nando Gerhardt

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 Comentários:

Postar um comentário