Snuff Movies: Death on Camera

Galera eu postei isso na comunidade no blog, mas não rendeu comentarios então eu resolvi colocar aqui removendo algumas imagens...
Lá vai!


Neste artigo vamos comentar sobre os terriveis Snuffs movies..

Primeiro é preciso definir o que é um Snuff movie. Um filme do tipo Snuff é aquele no qual um assassinato é cometido e gravado visando lucro! Isto é bem diferente de gravar alguém morrendo por alguma razão, e depois vender essa vídeo! No caso do Snuff, o motivo pelo qual alguem é morto, é para gravar a cena e ter lucro vendendo o vídeo..
Woww!From hell não? Mas o que tem de verdade sobre isso? Resolvi fazer minha propria investigação (aooo ein) e postar aqui os resultados..
Bom, antes de entrar no mérito dos Snuffs em si, é preciso primeiro comentar sobre mortes reais que passam em filmes..
A long time ago… in this galaxy, começaram a surgir filmes que exploravam coisas estranhas do mundo!Esses filmes ficaram conhecidos como Mundo Films. Eles exploravam qualquer coisa, desde simples topless em público (lembre-se galera, estávamos na década de 60) até pessoas comendo coisas nojentas, brigas, violência, rituais estranhos, pessoas trocando de sexo, japoneses velhinhos que pagam para vehlinhas fazerem para eles um “trabalho manual” (essa cena é do Shocking Asia) e por ai vai…

Mas estava demorando até alguém resolver explorar esse tipo de gênero, dedicando-se exclusivamente à morte. Foi quase 20 anos para alguém ter a idéia (ou pelo menos a coragem de por a idéia em pratica)…
Tudo começou com a clássica série Faces da Morte (primeiro filme de 1978)!Na verdade toda essa discussão sobre mortes reais no cinema começou com um filme que mostrava muito pouco disso!Sim senhores, FACES DA MORTE EM SUA GRANDE MAIORIA É FALSO! Fake, hoax, engana trouxa…
Se você assistir o filme com bastante atenção, irá notar vários erros, um dos quais se vê bastante nesses Reality Show atuais! É o seguinte: o filme quer demonstrar a surpresa da pessoa ao ver algo que, por exemplo, ser sorteado ou receber a visita de determinada pessoa. Aí quando vamos ter a cena, ela é gravada de dentro da residência da pessoa! Pow, mas se tem alguém dentro da casa da pessoa gravando então ela já sabe o que esperar não? Cacilda… O mesmo vale para Faces da Morte. Tem até uma cena que alguém gravou de forma amadora os policias indo atrás de um cara, mas esqueceram que no meio disso mostra uma cena de dentro da casa, enquanto ela estava fechada! Uai, mas como?! O cara estava gravando de fora da casa…

Qualquer duvida basta dar uma lida: http://www.sptimes.com/News/102600/Weekend/Lifting_the_mask_from.shtml

Mas a idéia estava dada, e se mostrou extremamente lucrativa. MUITO lucrativa. O  filme gerou milhões de dólares, e custava uma merreca. Misturar cenas reais de pessoas morrendo com algumas fakes, uns animais morrendo também, e ganhar milhões de dólares! Simples e prático.
Mas tinha que ter alguém para radicalizar (tudo sempre acontece no mundo do terror) e fazer um filme 100% real! E isso não aconteceu apenas com uma produtora, mas sim com várias. Houve as series Traços da Morte, Faces of Gore, Execução (que mantinha uma característica um tanto quanto de documentário, não era apenas morte atrás de morte como os outros). Agora eu te pergunto: imagine o que daria se algum japonês doido resolvesse gravar algo nojento e fosse fazer um filme numa região pobre da Colômbia. Qual seria o resultado? Hehe, o resultado é o Orozco, O Embalsamador, que não mostra ninguém morrendo, afinal, todo mundo já estava morto. PQP!


Trailer dessa podrêra: http://www.youtube.com/watch?v=-eABS_fR1y4
Bom, cada vez mais as câmeras foram ficando mais acessíveis, cada vez mais foi ficando popular e comum ver cenas de pessoas morrendo. É obvio que a indústria de filmes “não reais” também não ficaria de fora..
Aqui devemos citar o já citado Cannibal Holocaust, o insano Snuff, a série Guinea Pig (que o Charlie Sheen, que todos devem conhecer, assistiu e chamou o FBI, pois, achou que tinha visto um filme snuff de verdade), The Brave (o cidadão se vende para um snuff),o snuff brasileiro Vítimas do prazer, entre vários outros filmes.

esse tempo, o mais próximo que se chegou de um snuff foi com os serial killers. Muitos os gravavam torturando suas vítimas, para depois assistir no conforto de sua própria casa! Um caso clássico é o do Canibal Alemão que gravou tudo o que fez! Começaram a notar uma maior aproximação entre esse tipo de sadismo com o prazer! E começaram a criar a idéia de que talvez filmes snuffs existissem e fizessem parte da indústria pornô. Vamos discutir isso mais tarde.
Henry, filme que retrata a ideia de assistir a você mesmo matando alguem..
Henry, filme que retrata a ideia de assistir a você mesmo matando alguem..
Fato é que mortes começaram a ser registradas por diversos motivos. No Guerra do Iraque por exemplo, muitos terroristas utilizam cenas de morte como forma de propaganda/intimidação, outras por motivos mais nobres como denunciar abusos (Guerra do Vietnã por exemplo), entre outros.
Nick berg antes de ser executado..
Nick berg antes de ser executado..
Mudando um pouco de rumo, com o avanço da tecnologia, tivemos o avanço nos meios de comunicação. Antes a única forma de ver um filme era indo ao cinema. Isso evoluiu com a chegada do VHS, depois ficou ainda mais fácil com a internet, e com isso o acesso a bizarrices extremas também foi facilitado! E um comércio paralelo foi criado para vídeos ilegais.
Não é de hoje que existe certo parentesco entre dor e prazer, e a indústria pornográfica era, alem de extremamente rica, extremamente sádica! Filmes sádicos misturando sexo e violência eram famosos, até mais do que se esperava (pelo menos do que eu esperava). Alguns misturando sexo e morte como o The Nasting, Sex Machine, Twilight Come The Flesh Eaters, entre tantos outros, misturavam erotismo e terror.

Bom, se o sexo é real, porque não tornar a morte real também? Com cada vez mais conhecimento que muitos assassinos assistiam a suas fitas, porque não contratar alguém que tivesse esse interesse para fazer uma filmagem? Começou a ficar cada vez mais claro que mercado existia para isso. Só faltava descobrir se o mercado era realmente ativo.
E bom, pelo jeito, é… Eis que depois de muita discussão alguém finalmente foi preso por Snuffs Movies. E a historia é absurda. Vai um resumo e uma noticia sobre a mesma:
Um grupo de russos buscavam crianças (quase sempre oferecendo dinheiro, bem pouco aliás), quase sempre meninos, faziam vídeos pornográficos com essas crianças e depois torturaram e matavam as mesmas..
Ao que tudo indica tudo era feito com a intenção de vender os vídeos. Então por definição, esse foi um caso real de Snuff. E um caso bem revoltante, num documentário “Snuff A Documentary About Killing on Camera” mostra a foto de um dos caras que foi preso abraçado com um cobertor no qual segundo as investigações, estaria o corpo de uma criança! E pelo que todos os envolvidos no caso contaram, os vídeos são de uma brutalidade e sadismo absurdos! Esse tipo de pedofilia era conhecida como Necros Pedo.
Segue uma matéria do Guardian sobre o caso: http://www.guardian.co.uk/uk/2000/oct/01/ameliagentleman.philipwillan

E ao que tudo indica, existem também um mercado forte para snuffs não sexuais, que é o caso dos Dnepropetrovsk Maniacs. Alguns garotos (os dois principais possuem 19 anos) simplesmente mataram um monte de gente, sem motivo algum, e gravavam os vídeos! Eis que os mesmos, e várias pessoas que os conheciam, falaram que eles já tinham algum comprador para os vídeos, e esse comprador venderia estes na internet.
Os cornos e um gato morto ao fundo..
Os cornos e um gato morto ao fundo..
Inclusive, um dos vídeos está na internet, no qual eles pegam um cara de terno na estrada e literalmente trucidam o mesmo. Com direito a risadas, num clima bem “divertido”, mas podem procurar por ai (me recuso a postar um treco desses aqui) os caras barbarizam o cidadão num nível inacreditável!
Mas deve-se tomar cuidado. Primeiro porque talvez os caras estivessem mentindo, apenas tentando justificar um sadismo de gravar as mortes. Eles começaram matando animais e gravaram, e isso eles não iriam vender. Isso já demonstra que vontade por gravar esses absurdos eles já possuíam, mas em todo caso fica a nota.
Para quem quer conhecer mais do caso: http://en.wikipedia.org/wiki/Dnepropetrovsk_maniacs

Bom, resumindo, desde o caso do cara russo, a resposta para se os Snuffs são verdadeiros ou não pode estar muito próxima de um sim. A única forma de aceitar um não para o snuff seria afirmar que os vídeos são falsos, o que não parece ser o caso, e mesmo se for, demonstra que mercado para tal feito existe, afinal pessoas compram os vídeos esperando algo real!
Share on Google Plus

About Victor Ramide

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

4 Comentários:

  1. Esse post me fez lembrar do filme O Albergue, do Quentin Trantino.

    Penso que os snuff movies existem e são bizarramente reais!

    ResponderExcluir
  2. Conheci o caso desses garotos no Isso e Bizarro realmente é impressionante a crueldade deles vão se fuder no inferno!

    ResponderExcluir
  3. Essa postagem foi muito interessante ^^
    parabens

    ResponderExcluir
  4. O mercado para este tipo de atrocidade inadmissível existe porque a crueldade e sadismo habitam nos seres humanos, e são igualmente cruéis ou até mais aqueles que assistem e tomam isso como entretenimento, se pararmos para analisar com um pouco de inteligência não tem lógica se divertir vendo um semelhante morrendo ao vivo ou gravado, eu reconheço isso como problema psíquico e deixo bem claro não é questão de religiosidade é questão de lógica.

    ResponderExcluir